Pesquisa

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Como o SQL Server 2005 habilita arquiteturas de bancos de dados orientadas a serviço

As arquiteturas de aplicativos cliente/servidor e de várias camadas, dominantes nos anos 90, deparavam-se com problemas sérios de escalabilidade e disponibilidade quando usadas para implementar grandes sites de comércio eletrônico. Um dos maiores problemas era que os dados tendiam a ser armazenados em enormes bancos de dados centralizados, aos quais todos os componentes cliente tinham acesso. Praticamente toda a comunicação com o banco de dados era feita na forma de instruções SQL ou de lotes de instruções em um procedimento armazenado, de forma que o cliente recebia um conjunto de dados para a tarefa específica.

Surgiram outros problemas ao se tentar incorporar sistemas “herdados” a aplicativos mais novos. Após décadas de implantação de uma grande variedade de sistemas usando diversas tecnologias e plataformas proprietárias, o mundo estava repleto de sistemas que faziam seu trabalho perfeitamente bem, mas não havia um caminho claro para interagir com outros aplicativos em um ambiente cada vez mais conectado. Atingir a agilidade necessária aos aplicativos atuais foi extremamente difícil. As interações B2B (Business-to-Business) complicam ainda mais as coisas, exigindo formas padronizadas e confiáveis de conduzir negócios eletronicamente. Obviamente, os sistemas em evolução que atendem às necessidades do ambiente de negócios global de hoje exigem uma arquitetura que use sistemas herdados de maneira eficiente e forneçam uma infra-estrutura de comércio ágil.

Em resposta a essas necessidades, nos últimos três a cinco anos, surgiu uma arquitetura de sistema distribuída, de grande escala e flexível, principalmente com a transformação dos sites de comércio eletrônico na Internet em grandes operações comerciais. A SOA (Service-Oriented Architecture) surgiu como a arquitetura dominante, flexível e focada em serviços. Os aplicativos baseados na SOA são mais resistentes a falhas e mais facilmente dimensionáveis pela adição de recursos usando uma variedade de métodos, conforme necessário, para atender às mudanças de demanda. Além disso, eles permitem a integração de sistemas herdados ao B2B e a outros sistemas.

Os provedores de serviços, consumidores e outros componentes da SOA manipulam os dados como um recurso natural de suas funções em um aplicativo SOA. Normalmente, um aplicativo SOA ainda usa bancos de dados centrais para armazenar e proteger dados, mas é muito provável que ele possua muitos bancos de dados grandes que mantêm classes de dados, como o armazenamento separado de dados de vendas, fabricação e operações, e subconjuntos especializados de cada uma dessas classes. Cada provedor de serviços e consumidor pode ter uma necessidade localizada de dados armazenados em cache em seu próprio armazenamento de dados especializados. E as mensagens que trafegam entre as partes distantes do aplicativo são, elas próprias, dados que freqüentemente precisam ser arquivados para usos variados.

Leia Mais

terça-feira, 20 de maio de 2008

Como instalar o Mysql no Windows Vista

1 - Downloads Baixe o instalador do Mysql: Mysql 5

2 - Configuração Primeiro faça com que o Windows Vista pare de pedir confirmação a cada nova ação. a) Vá em Iniciar -> Settings -> Control Panel -> User Accounts, clique em "Turn User Account Control on or off" e desabilite esta opção.

Leia Mais

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Formantando nomes com caracteres especiais em PHP

A principio vocês podem pensar que é fácil formatar um nome. Vou explicar por miúdos como seria.

Pegue a variável que vem como maiúscula para a função e dê um strtolower() nela, ficando tudo minúsculo, depois de um explode() nessa variável, separando-a por espaços e dê um ucfirst() em cada uma dessas palavras separadas.

Leia Mais

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Utilizando Ajax com Delphi 2005

Um dos maiores problemas encontrados por desenvolvedores WEB é o efeito "reload" que acontece quando queremos colocar uma validação ou até mesmo executar uma função dentro de uma página.

Esse artigo tem como principal objetivo acabar com esses tipos de problemas, ou seja, fazer uma aplicação mais dinâmica entre usuário e navegador, utilizando-se de solicitações assíncronas. Para isso utilizaremos o AJAX.


Leia Mais